jusbrasil.com.br
17 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    Ministério Público denuncia 48 por fraudes em hospital de Sorocaba

    Academia Brasileira de Direito
    há 7 anos

    O Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) - Núcleo Sorocaba, ofereceu, na última segunda-feira (17), denúncia contra 48 pessoas por crimes de formação de quadrilha, peculato, falsidade ideológica, corrupção ativa e passiva, homicídio culposo e fraudes em licitações públicas em Sorocaba.

    A denúncia é resultado do cruzamento das informações obtidas com a apreensão de milhares documentos, equipamentos de informática e centenas de depoimentos de testemunhas. De acordo com a acusação, médicos, dentistas, farmacêuticos e enfermeiros, auxiliar de enfermagem e funcionários administrativos do Conjunto Hospitalar de Sorocaba recebiam por plantões sem ter efetivamente trabalhado.

    O número de plantões pagos e não cumpridos chegou a mais de 4 mil e o prejuízo aos cofres públicos a mais de R$ 1,9 milhão. Mais de 65 mil pessoas deixaram de ser atendidas na região de Sorocaba em razão das fraudes.

    Também foram denunciados sete empresários pela prática de crimes de fraudes em licitações. Tudo isto culminando com um prejuízo aproximadamente de R$ 20 milhões à Secretaria da Saúde. O GAECO, ainda, quando do oferecimento da peça acusatória requereu medidas cautelares de suspensão do exercício das funções públicas e de atividade econômica dos denunciados, bem como o sequestro de bens.

    A denúncia foi assinada pelos promotores de Justiça integrantes do GAECO, Maria Aparecida Rodrigues Mendes Castanho, Claudio Bonadia de Souza, Welington dos Santos Veloso e Luiz Fernando Guinsberg Pinto, e pela promotora de Justiça de Sorocaba, Marilia Gesualdi Xavier de Freitas.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)