Carregando...
JusBrasil - Notícias
30 de julho de 2014

Pleno restabelece decisão antecipatória de tutela que garante melhor condição de trabalho em usina de álcool

Publicado por Academia Brasileira de Direito (extraído pelo JusBrasil) e mais 2 usuários , Nota Dez, Portal Nacional do Direito do Trabalho - 2 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

O Pleno do TRT de Goiás restabeleceu, em parte, decisão de primeiro grau que antecipou os efeitos da tutela para garantir condições adequadas de saúde e segurança do trabalho na usina Centroalcool S/A, situada no município de Inhumas, Goiás. O Pleno entendeu que não existe direito líquido e certo que possa cassar determinação judicial que pede o cumprimento de normas legais, seguindo a divergência apresentada pelo desembargador Aldon Taglialegna. O magistrado, redator do acórdão, ressaltou que a empresa também não comprovou o cumprimento das obrigações legais que garantam condições dignas de trabalho e que a prova apresentada se mostra por demais turva.

Ele acrescentou que a empresa vem, há mais de dois anos, protelando o cumprimento das normas de saúde e segurança do trabalho, colocando em risco a higidez e a integridade física dos seus empregados. Assim, o Pleno decidiu dar provimento parcial ao agravo regimental para restabelecer os efeitos da tutela deferida no primeiro grau, e que impõe o cumprimento de diversas normas de saúde e segurança do trabalho, exceto quanto à determinação de utilização, na moenda, de dispositivo de intertravamento, uma vez que a viabilidade de tal obrigação depende de realização de perícia técnica.

O caso - Em 2011, o Ministério Público do Trabalho (MPT/GO) ajuizou Ação Civil Pública em face da usina Centroalcool S/A e obteve, do juiz Celismar Figueiredo, da 12ª Vara do Trabalho de Goiânia, a antecipação dos efeitos da tutela que determinava o cumprimento de diversas obrigações no sentido de garantir condições dignas de trabalho a centenas de empregados da usina. Inconformada com a decisão, empresa impetrou mandado de segurança alegando que muitos dos pedidos feitos na ACP, e que foram determinados na tutela antecipada, já haviam sido cumpridos pela usina. Ao analisar o MS, o desembargador Júlio César de Brito, decidiu pela concessão da liminar que suspendeu os efeitos da decisão de primeiro grau. Na ocasião, o desembargador afirmou que o caso demandava uma análise de provas mais detalhada, com a determinação de perícia judicial para a aferição do real cumprimento das normas técnicas.

Em face da decisão singular, o MPT interpôs, por sua vez, agravo regimental, em que foi restabelecida, em parte, os efeitos da tutela deferidos no primeiro grau.

Processos: AgR - 0000044-76.2012.5.18.0000

MS - 0000044-76.2012.5.18.0000

ACP - 0001634-86.2011.5.18.0012

0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×
Disponível em: http://abdir.jusbrasil.com.br/noticias/3112698/pleno-restabelece-decisao-antecipatoria-de-tutela-que-garante-melhor-condicao-de-trabalho-em-usina-de-alcool